terça-feira, 29 de novembro de 2011

circuitos integrados

A terceira Geração deparou-se com um problema relacionado aos mercados, mais precisamente ao público a ser atendido. Com o surgimento dos transistores um novo público apareceu para utilização destas máquinas. Além das aplicações científicas relacionadas aos cálculos numéricos em engenharia e ciência, agora existia o público que necessitava de computado- res comerciais. O desenvolvimento de duas linhas de computadores era extremamente trabalhoso, pois eram incompatíveis quanto as suas aplicações, uma vez que possuíam arquiteturas diferentes. Contudo um dos grandes marcos desta geração foi a criação do conceito de família de computadores, onde era possível ter-se uma série de máquinas compartilhando a mesma arquitetura e o mesmo conjunto de instruções básicas, o que tornou possível a compatibilidade e com isso o desenvolvimento dos Softwares. A empresa que estabeleceu esse conceito foi a IBM com a série 360, a primeira a utilizar os C.I, ou Circuitos Integrados. Consistia em uma séria de transistores, diodos, capacitores e outros componentes eletrônicos que eram interligados de tal forma a proporcionar um dispositivo que operasse cálculos aritméticos de forma mais sistemática.

A idéia foi bem aceita pelos demais fabricantes e rapidamente tomou conta do mercado. Possuía também uma boa relação quanto ao preço/performance o que agradou aos dois públicos.

Com a utilização dos circuitos integrados ouve possibilidade de determinar as operações que eram feitas pelo computador. A redução de tempo nas operações do computador era devido a forma paralela utilizada no sistema de entrada e saída. Com essas novas determinações e diretrizes para cada operação foi possível trabalhar na questão da evolução do sistema. Evitando desperdício de tempo de máquina e possibilitando o uso efetivo da multiprogramação, onde mais de um programa estaria residente na memória, tendo a oportunidade de prosseguir o processamento durante os intervalos de espera por entrada e saída dos outros programas. Resultou no desenvolvimento de sistemas de tempo compartilhado. No final desta fase, com a evolução dos microprocessadores, surgiram os primeiro microcomputadores, muito mais baratos que qualquer um dos computadores até então comercializados.

Os circuitos integrados tomaram o lugar dos transistores. Eram feitos de silício pelo fato de suas características serem promissoras para o objetivo principal desses novos computadores. O circuito integrado, proporcionava maior confiabilidade. Com a utilização de pouco espaço, os computadores que utilizavam essa nova tecnologia, passaram a ser bem menores, tornando os equipamentos bem mais rápidos e compacto, por causa da proximidade dos circuitos. Esses computadores possuem menor desperdício de energia. Essa tecnologia não deixa porem de ser transistores juntos, combinando-os em uma placa chamada de Waffer. Os primeiros circuitos integrados contavam com cerca de 8 a 10 transistores por capsula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário